26 novembro, 2009

Carta a uma "celebridade" desconhecida


Quero estar aqui, neste canto de mim, de onde te olho de longe.

A ti que apenas adivinho os contornos, e saboreio os teus pedaços públicos, como tantos outros o fazem... deleitar-se-ão, tal como eu, tentando adivinhar-se nas palavras que de ti se soltam, nos gestos que deixas no ar, como traços de leve perfume?

Quero-te.

Pois, quero-te.

Não sei se lhe chame desejo primário, fantasia talvez, solidão de uma noite sem estrelas, o corpo quente nos lençóis de linho branco, os dedos percorrendo a pele sem encontrar descanso no prazer fictício e fugaz da intimidade a sós...

Dar-me-ia a ti se te tivesse no espaço entre o corpo e uma parede? O arfar do peito em crescendo, a língua em espera, degustando os lábios vermelhos, olhar fixo prendendo-te no amplexo desejado, sem te tocar, as mãos a adivinhar-te os contornos, os músculos por debaixo das vestes com que te cobres do Mundo... atrever-me-ia eu a quebrar as regras, a saltar no vazio, a sugar-te em mim? E tu, querer-me-ias assim, com as histórias que me sulcam o rosto e as curvas com que o tempo me marcou?

Paga-se o preço da dádiva com que moeda estrangeira?

Com que língua me falas tu? Louca que estou, pensando que é a mim que entrelaças em pontos finais, vírgulas e consoantes. Louca de pedra e cal, ancorada a esta história inventada.


Deixo-me estar, neste canto de mim.

Sabe bem entregar-me em pensamento, sem juízos nem juízes.

Só a ti permitiria que me condenasses a uma fogueira conjunta.

A parede fria, o corpo quente. A distância de um beijo, aquele que tudo muda.

5 comentários:

entrelinhas. disse...

texto demasiado sufocante para ter 0 comentarios.
cá vai o meu:

ESTÁ LINDO!

beijo,
sara

LBJ disse...

Concordo com a Sara, não podes estar tão ausente, não sabes o que me custa voltar mas volto sempre esta tem sido uma boia para mim e não sei porquê acho que também seria uma boia para ti.

Beijos Luz que vai ainda brilhar mais

luz disse...

Obrigado, Sara :)

LBJ, tens razão, é uma bóia... mas ultimamente as letras enrodilham-se-me por entre os dedos e já nem sei o que escrever, saem-me dores em vez dos amores que queria escrever e dar ao Mundo e... enfim!
Obrigado pelo brilho extra. Ando mesmo a precisar.
Beijo

LBJ disse...

Por onde brilhas tu?

Beijos

luz disse...

Mais perto do que pensas... :)