01 julho, 2009

Cigana


Sou cigana.

Nos meus pés sandálias de corda, nos braços pulseiras e chocalhos que tilintam à minha passagem.

Caminho orgulhosa das minhas raízes, do fogo que me mora no corpo.

Sou cigana errante, moro em todo o lado e em lado nenhum, a ninguém me prendo ou me vendo, nem alugo os meus sentidos e o meu sentir.

As roupas coloridas cobrem-me a pele morena com os tons da vida, numa explosão de cor. No peito, o corpete justo, afeiçoado aos seios que ainda pendem com graça.

A minha boca vermelha, adocicada, contrasta com o negro cheio dos meus olhos, onde quem comigo se cruza percebe a força da minha raça, do meu querer.

Tenho cicatrizes da vida espalhadas no ventre e no corpo, são as minhas tatuagens, que deixo os meus amantes fortuitos acariciar, questionando-se. Não lhes respondo, porque abri-las seria ofertar o coração, e esse não posso mais doar, amarrotou-se quando me morreu o meu filho nos braços, e com ele o enterrei na terra.

Li a minha sorte nas linhas da minha mão, arte que me ensinou a minha avó materna e que uso para comer, vendendo sinas aos que ma pedem, e sei que este meu corpo ainda tem muitas luas para carpir, mas que a alma mo desabitou já, fugindo para outras paragens.

Talvez a recupere, aos pedaços, quando o corpo se entrega na dança flamenga que me corre nas veias, e encontra uma alegria modesta e fugaz; talvez um dia a encontre na beira da estrada por onde caminho, quando o teu beijo ma fizer encarnar de novo no peito.

Sei que estás por aí, tu que me fugiste quando a dor nos atingiu sem aviso, como um ladrão no escuro da noite.

E dizem-me os traçados na palma que os meus passos, dados com certeza, com passado, com suavidade, mas nunca a medo, me levam, linha a linha, até ti....

4 comentários:

RM disse...

Fantástico, simplesmente fantástico... Sendo que o "simplesmente" encerra milhoes de coisas dentro de si. Parabens!

Kiss.
T.

Luz disse...

Obrigado, RM :)

LBJ disse...

Tenho a linha da vida quebrada na mão e a cada decisão difícil olho para a palma para ver se se afasta ou aproxima, que me dizes cigana?

Luz disse...

Digo-te que é igual à minha... mas que não busques as respostas na palma da mão, e sim no rasto do coração :)

(diz ao Puck que esta noite me visitou em sonhos... e que estranho foi!)